Dicionário de definições do ramo têxtil

Indice

A | À | B | C | D | É | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Z |
 

Moda do período Renascença

estilo de roupa dos séculos XVI e XVII, que expressa um balanço ideal entre as partes individuais do corpo. Empregava tecidos caros e elegantes (brocado, veludo, seda). Comparada com os exageros das modas Góticas, este estilo de roupa era mais natural, dado que se libertava de anteriores tendências. O vestuário de senhora acentuava as formas naturais do corpo, enfatizando discretamente o peito; a saia caía com pregas largas e generosas, e o corpete justo apresentava um decote quadrado ou circular. No início, este vestuário estava dividido num corpete e numa saia comprida. As mangas simples e justas apresentavam mais tarde fendas, para maior conforto e elegância. Por cima desta roupa era usada outra peça sem mangas, cuja frente era aberta, estilo casaco. Um lenço e um leque eram acessórios importantes, sendo também populares voltas de ouro e laços pesados. A roupa de homem era comporta por um casaco curto, com virado em couro e mangas cortadas; ia até ao joelho (ou era mais curto), revelando ceroulas justas extravagantes. Uma outra peça popular no Alto Renascimento era um casaco com mangas cosidas e um colarinho largo. Este casaco comprido ia até ao calcanhar; era usado como roupa de cerimónia em cerimónias oficiais nas universidades.



Ampliar
Ampliar
Ampliar


General partners

Veba Vývoj
Evropská unie Education and Culture This project has been funded with support from the European Commission. This publication [communication] reflects the views only of the author, and the Commission cannot be held responsible for any use which may be made of the information contained therein.
This project has been funded with support from the European Commission.
Mapa do site  |  Sobre o site  |  Print page  |  © 2006 – 2008 Textilní zkušební ústav, s.p., powered by MediaWiki
created by Omega Design